Espaço fujoshi : Shungiku Nakamura- parte 1

Oi, pessoal. Hoje eu resolvi fazer um pequeno especial dividido em duas partes dois dos animes/mangás yaois mais conhecidos do grande publico, ambos de autoria da mesma mangaka. Juro que vou tentar com afinco não dar nenhum spoiler, tudo que estará colocado aqui já faz parte da própria sinopse do anime/mangá, sendo mostrado no primeiro episódio de cada casal, e daí sim, saindo para outros desdobramentos mais intensos.

Veja a matéria completa…

Autoestima: você esta fazendo isso errado

Vou começar esse texto com uma revelação que poderá irritar a muitos que chegam a esse site em busca de uma mudança profissional – seja de emprego ou de carreira: 

Não existe mudança profissional satisfatória e permanente se, primeiro, não houver uma mudança na sua autoestima, ou seja, na forma como você vê a si mesmo (mais positiva ou mais negativa) e no valor que você se dá.

E, o que é mais importante, o trabalho que nascemos para fazer, o nosso trabalho com Propósito ou a nossa Missão é um trabalho criado a partir do amor próprio. É um trabalho construído em cima da nossa autoestima e do nosso senso de valor, e não uma forma de compensar culpas ou medos que você sente.

Você…

Veja a matéria completa…

Espaço fujoshi : Uke, seme, seke e afinal, isso é tão importante assim?

Oi, queridos fujoshis e fudanshis! Bem, hoje eu queria falar sobre a questão de divisão em ukes, semes e a importância imensa que às vezes as pessoas dão a isso. Mas antes de tudo, uma pequena explicação, pois embora a maioria das pessoas já saiba o significado e a utilização desses termos, ainda temos aqueles não muito familiarizados, não?

No mundo do yaoi, “seme” seria o ativo da relação, e “uke”, o passivo. . Seme é derivado do verbo japonês semeru (Atacar) e uke do verbo ukeru (Receber). Os termos são originados das artes marciais, e foram apropriados para o contexto sexual.

Nessa divisão entre passivo e ativo, também nasce os maiores clichês das historias boys loves. Nos mangás, animes, doujishins, novels, etc., os personagens costumam ser extremamente estereotipados de acordo com os papeis que desempenham.

page

Veja a matéria completa…

Sweet Lolita

Sweet Lolita, o nome já diz tudo, uma “Lolita Doce”, considerado o estilo de Lolita mais kawaii(fofo). Usa-se cores com tons rosa, verde claro, azul bebê, amarelo claro, pêssego e derivados de tons pastéis. As estampas (quando utilizadas) são pequenas e consideradas “bonitinhas”, como frutas, flores, doces, corações e até animais. Os vestidos são repletos de babados e lacinhos. A ideia é parecer um docinho!

large

Veja a matéria completa…

Espaço fujoshi : afinal, o que é yaoi?

Começando a abordar o tema, porque não uma pequena explicação para quem ainda não conhece esse termo? Então, se você é novo nesse mundo maravilhoso ou caiu aqui no site de para quedas, uma pequena introdução:
“Yaoi” é o termo geralmente usado pelos ocidentais para designar mangás e animes com temática boys love, ou seja, um romance homossexual entre homens. Segundo custa, esse nome deriva da frase “ yama nashi, ochi nashi, imi nashi”, que é traduzido para o português como “Sem clímax, sem resolução, sem significado”, ou como “Sem pico, sem ponto, sem problema.”

O yaoi, ao contrario do que muitos podem pensar, tem como alvo o publico feminino. Sim, mulheres, inclusive, por seu alto teor de idealização- é difícil achar obras que fujam a certos clichês- muitos gays não conseguem se identificar. Embora, é claro, tenha outros que gostam. Isso vai muito de cada um também.

Sweet.Pool.600.1713373

Veja a matéria completa…

Classic Lolita

Classic Lolita é um dos estilos de Lolita mais delicado e maduro.

Usam vestidos clássicos, com padrões mais vitorianos, sendo bastante comuns estampas florais e as cores mais usadas são rosa, creme e marrom.

97307ac27523d30715ec975abddb7bfe

Veja a matéria completa…

Fanfic – Doubt & Trust

A lua. Linda e no alto de seu esplendor, iluminando a noite com seu lindo brilho branco. Uma paisagem encantadora para qualquer pessoa que parasse para ver a incrível visão. Era uma noite de domingo e andava sem muito entusiasmo pela rua calma e perigosa devido ao horário que já era avançado, mas não me importei com isso. Olhava para a lua e aquela visão era como se eu fosse como a lua, sozinha lá em cima, sem ter alguém para acompanhá-la, apenas as estrelas. Será que elas eram boas companheiras? Será que entendiam a dor que a lua passava em silencio? Eu sei, perguntas como essas não fazem sentido, mas no momento era assim que me sentia. Nunca fui do tipo de garoto que se preocupa com esse tipo de coisa, mas agora era diferente.

Muitas coisas aconteceram de uns meses para cá, e nunca imaginei que apenas uma pessoa pudesse me fazer ficar desse jeito. Quando chego perto para conversarmos, sinto uma grande alegria, ao mesmo tempo em que sinto um aperto no peito por senti-lo um pouco distante, e pra melhorar a situação, quando estamos longe sinto a mesma coisa. Afinal, eu gosto de ficar perto ou longe dele? Não entendo nada desses assuntos, mas sei o suficiente para saber que estou apaixonado. E também sei o suficiente para saber que ele só deve me ver como um Jyuudaime, afinal, nem pelo meu nome ele me chama. Estou me sentindo igual a esses personagens de romances, que vemos em qualquer livro ou filme. Exceto pela parte de ficar sonhando com a pessoa, de querermos que ela esteja ao seu lado… Tá, essa parte também é verdade. Não gosto e nem possui a habilidade de mentir bem. É só que… Eu não sei mais o que fazer a respeito disso e não sei até quando irei aguentar sem lhe dar um beijo…

:*:*:*:♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥~~♥:*:*:*:

A lua. Realmente um lindo astro. Sua luz juntamente com a das estrelas ajudam a dar um ar mais romântico à noite. Hoje em especial, é noite de lua cheia. Caminhando pelas ruas desertas e pelos becos desta cidade, fico pensando sobre a vida. Sobre as coisas/pessoas que são importantes para mim e que eu não seria capaz de deixa-las ir embora nem por todas as… Bem, eu não sei o que posso usar para comparar, mas o que importa é que não as trocaria por nada e uma dessas pessoas é o Jyuudaime. Sempre sorrindo (exceto quando se trata da máfia), não apenas para mim, mas para todos. Isso me irrita um pouco. Porque não pode ser apenas para mim?Hum… Deixando isso de lado, a verdade é que ele foi o primeiro a me aceitar como eu sou sem exigir nada de mim.

Veja a matéria completa…

Mundo Lolita

Lolita (ou Loli) é uma moda japonesa, que surgiu no final dos anos 70 e começo dos anos 80. é uma moda alternativa do Japão que busca inspiração na “cultura kawaii” e na nostalgia de tempos remotos. As lolitas são divididas em vários tipos, podendo, em geral, ser descritos como “inocente”. Há certa preocupação com parecer infantil, elegante ou modesta, já que evitam uma imagem adulta, sexualizada ou vulgar (dependendo do estilo da lolita).

8e1b005917e46ad1c8d660226f180292

As adeptas desse estilo se baseiam na forma de se vestir do Rococó e da Era Vitoriana. A moda cresceu tanto que faz muito sucesso também fora do Japão. Ao redor do mundo temos vários grupos de Lolitas: França, Estados Unidos, Rússia e até aqui no Brasil.

As Lolitas muitas vezes frequentam karaokê, fazem piqueniques, promovem encontros regulares para tomar chá, ou apenas vão à cafeterias e confeitarias.

lolitea

Uma marca registrada das Lolitas são as sombrinhas, que estão presentes em todos os estilos Lolita.

f5a3f78bfd4b4ca6971e48817adabddb

Existem várias categorias dentro do Loli, como:

Classic LolitaSweet Lolita – Country Lolita – ShiroLolita – Kuro Lolita – Punk Lolita – Guro Lolita – Gothic Lolita – Erololi – Wa Lolita – Qi Lolita – Hime Lolita – Deco Lolita – Sailor Lolita – Casual Lolita – Ouji / Dandy.

Você provavelmente não sabia da existência de alguns desses estilos de Lolitas né? Mas existem sim e aos poucos postarei falando e explicando cada um desses estilos..

Se gosta desse mundo Lolita, continue acompanhando aqui no site mais coisas sobre.

49a29889eff29ae67ac9c1ea3cca4606 (1)

FANFIC – Two Pieces

 

There is a boy, has lost its way

Looking for someone to play

 

Há um menino, que perdeu o seu caminho

Procurando alguém para brincar

 

Eu não tinha ninguém. Era sozinho desde que meus pais morreram. Neste orfanato nenhum menino sequer olha para meu rosto como se eu fosse uma pessoa indesejada, e as meninas estão interessadas apenas na minha aparência. Estou cercado por pessoas e ainda me sinto sozinho. Pego minha bola e vou até a quadra para jogar um pouco com a parede, já que nem me chamarem para jogar futebol eles me chamam. Espero um dia, encontrar alguém que cure a minha solidão e preencha o espaço vazio e o machucado que a mesma deixou.

 

There is a girl in the window

Tears streaming down her face

 

Há uma garota na janela

Lágrimas rolando em seu rosto

Veja a matéria completa…