Japão prolonga estado de emergência até 31 de maio devido ao COVID-19

COVID-19

O primeiro-ministro Shinzo Abe anunciou hoje que irá estender o estado nacional de emergência até dia 31 de maio a fim de reduzir as novas infecções por coronavírus (COVID-19) no Japão, em meio a sinais permanentes da epidemia.

Abe disse que a extensão do estado de emergência que deveria acabar nessa quarta-feira é necessária para diminuir a pressão sobre os hospitais superlotados com pacientes contaminados com COVID-19.

Mas ele reconheceu que “restrições rígidas” às atividades sociais e econômicas não podem durar muito, dizendo que “novos estilos de vida devem ser adotados sem diminuir a guarda contra o vírus e retornar gradualmente à normalidade“.

O período de um mês foi projetado para nos prepararmos para o próximo passo e pôr fim ao estado de emergência“, disse Abe durante uma entrevista coletiva na televisão.

Enquanto o fechamento forçado por coronavírus continua, Abe disse que trabalhará para garantir que as crianças possam voltar à escola mesmo “em estágios”, já que o ano letivo normalmente começa em abril.

Infelizmente, tive que prorrogar por um mês. Estou profundamente ciente de minha responsabilidade como primeiro-ministro“, disse Abe.

O número de casos registrados diariamente caiu para cerca de um terço do seu pico – de 700 para 200 -, mas deve cair abaixo de 100, disse Abe. Até o momento, o Japão confirmou cerca de 16.000 casos de coronavírus, com mais de 560 mortes.

Via: KyodoNews


Veja também:

Dani

Formada em Pedagogia, 31 anos, apaixonada por animes, coisas fofas e quase tudo da cultura oriental.