Pesquisa aponta que japoneses não confiam em pessoas nas Redes Sociais

O Ministério Japonês de Assuntos Internos das Comunicações realizou, recentemente, uma pesquisa para descobrir como as pessoas usam as redes sociais. Foram questionadas pessoas de quatro países (Japão, Reino Unido, EUA e Alemanha).

A pesquisa perguntava qual serviço de rede social usada por eles se aplica a seguinte frase: “Eu me sinto confortável usando SNS (Social Networking Services – Rede Social) para postar meus próprios pensamentos e informações sobre mim mesmo

A maioria dos participantes japoneses (17%) aplicou essa frase à rede social LINE, uma rede mais reservada e mais usada entre pessoas que já se conhecem – família e amigos. O segundo informado por eles foi o Twitter (7,7%) e bem abaixo ficaram Facebook (5,3%) e Instagram (3,9%).

É provável que essa enorme diferença no uso do LINE para outras redes sociais se de ao fato dos japoneses se sentirem mais a vontade em postar e dividir informações com pessoas que eles já conhecem. Por isso também, que menos de 20% dos participantes japoneses afirmaram que “já fizeram novas amizades através de rede social”. Se comparado aos participantes dos outros países pesquisados, o número ultrapassa os 30%.

O uso mais popular das mídias sociais no Japão, de acordo com as respostas, foram “receber notícias e informações sobre eventos atuais”, “coletar informações” e “matar o tempo”. Com mais de 30% concordando com essa forma de utilização, o Japão considera as redes sociais, mais como um meio de ler e obter informações do que um lugar para conhecer novas pessoas.

Computer girls japan GQCA

Mas por que os internautas japoneses estão tão desinteressados em usar as SNS (Social Networking Services – Rede Social) para realmente se socializarem?

O resultado das pesquisam indicam a falta de confiança interpessoal, especialmente quando comparado a outros países.

Eu posso confiar em pessoas que conheço online

Reino Unido: 68,3%

EUA: 64,4%

Alemanha: 46,9%

Japão: 12,9%

Posso discernir com confiança entre pessoas confiáveis e não confiáveis que conheço online

Reino Unido: 71,6%

EUA: 66,7%

Alemanha: 57,1%

Japão: 20,6%

Quando perguntados sobre relacionamentos off-line também, apenas 33,7% dos participantes japoneses concordaram que “podem confiar na maioria das pessoas”, enquanto outros países ultrapassaram os 60%.

Perguntados sobre as razões de não confiarem nas redes sociais como meio de fazer novas conexões, os pesquisados citaram questões como contas implorando por doações online, ameaças de vazamento de informações privadas e a agonia social de se conectar com pessoas que seria melhor ignorar.

É importante lembrar, que embora a pesquisa capte a atual tendência, ela é limitada e sempre haverá exceções. Após sair essa pesquisa, muitos usuários entraram no Twitter para firmar sua confiança nas amizades que fizeram online, enquanto outros disseram que só não confiavam nas mídias sociais quando se tratava de informações pessoais.

Via: Soumu / Soranews24

Dani

Formada em Pedagogia, 30 anos, apaixonada por animes e quase tudo da cultura oriental. Animes preferidos: Gankutsuou, SakuraCC, SakuraSou e Black Jack.