Setembro Amarelo: Orange

Na história de Orange acompanhamos a Naho, que em seu primeiro dia de aula recebe uma carta que ela mesma do futuro escreve para ela do passado, confuso né?

Na carta a Naho de dez anos no futuro conta que um aluno novo chamado Kakeru vai chegar, entrar para o seu grupo de amigos e que no futuro ele já não está mais lá. 

Além da Naho o grupo de amigos é composto por mais 4 amigos, Hiroto Suwa, Takako Chino, Saku Hagita, e Azusa Murasaka. Todos muito próximos, sempre juntos e querem o bem um do outro. 

Na carta a Naho do futuro diz para que de forma alguma convide o aluno novo para sair depois da escola, mas mesmo assim eles o acabam convidando e algo terrível acontece na vida de Kakeru.

Depois que Naho percebe que tudo que está na carta realmente acontece, ela começa a fazer de tudo para ajudar a sua eu do futuro, para que junto com os amigos ela possa salvar o amigo Kakeru. 

Enquanto vemos a saga da Naho adolescente, também acompanhamos algumas cenas do grupo de amigos no futuro, em dez anos, não fica claro até certo ponto se o futuro mudou ou não.

Existem muitas discussões em torno de viagens no tempo, inclusive dentro do anime o próprio professor de física da escola chega a falar sobre linhas do tempo alternativas. 

Pra mim Orange tem um andamento mais lento que o mangá, mas não chega a ser um problema. É um anime com uma história muito bonita sobre amor, amizade e que também vai falar sobre depressão, e essa é uma das questões mais sérias do anime. 

Mesmo sendo apresentado pouco dos personagens adultos no começo, já dá pra perceber que eles se sentem culpados pela morte do amigo e acham que poderiam ter feito algo. Quem não se sentiria assim?

A Naho mantém segredo da carta e em vários momentos os amigos percebem que ela esconde algo e se preocupa sozinha, salvar alguém é um grande peso a se carregar. 

Kakeru normalmente não demonstra muito estar mal, e mesmo quando algo muito triste acontece em sua vida ele não conta para os amigos. Acho que de tudo que Orange tem para ensinar, uma das principais é: Converse.

É difícil falar sobre coisas que você está passando mas diferente do anime, ainda não há uma forma de enviar uma carta para si no passado e “consertar” erros do futuro. 

O importante é se sentir bem hoje e nos próximos dias, com as pessoas que ama, estão perto de você e te fazem sentir bem.

Conversar e se abrir é uma das melhores formas de aliviar um peso no coração, e não hesite em procurar ajuda médica, nunca é tarde para fazer terapia por exemplo. 

Orange é originalmente uma série de mangás que foi publicado de 2012 a 2015, e escrito por Ichigo Takano. Foi adaptado para filme em 2015 (Orange Mirai) e para anime logo depois em 2016.

Se você já viu Orange, leia também o nosso post sobre Koe no Katachi!