Suicídios no Japão atinge a menor taxa em 2019 comparado aos anos anteriores

Suicídios no Japão

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão, depois de examinar as estatísticas da Agência Nacional de Polícia, anunciou que durante 2019, 19.959 pessoas cometeram suicídio no Japão. Registrando assim uma queda de 4,2% em relação ao ano anterior, além disso, esse número é o mais baixo já registrado pela organização, que começou a manter uma contagem de suicídios desde 1978.

As conclusões preliminares do ministério não serão finalizadas até que seu relatório oficial seja publicado em março, mas essa pode ser a primeira vez que registrou-se menos de 20.000 suicídios cometidos no Japão.

Precisamos enfrentar a realidade de que cerca de 20.000 pessoas tiraram suas próprias vidas preciosas“, disse Katsunobu Kato, ministro da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social, em entrevista coletiva. “Para conquistar uma sociedade onde ninguém seja forçado a cometer suicídio, promoveremos contramedidas de forma constante“.

O número de suicídios por 100.000 pessoas caiu para 15,8, uma queda de 0,7 em relação a 2018. O governo pretende reduzir a taxa para 13,0 até 2025, chegando a um nível semelhante dos Estados Unidos e Alemanha.

Por sexo, os suicídios entre as mulheres atingiram um recorde de 6.022, uma queda de 528 em relação ao ano anterior, enquanto os homens atingiram 13.937, uma queda de 353.

O ministério disse que introduziu medidas para prevenir suicídios, incluindo serviços de consulta para jovens através das mídias sociais.

Apesar nos números estarem diminuindo, o Japão ainda é um dos países com maior taxa de suicídio do mundo, e mostra que ainda têm um longo caminho pela frente para diminuir esses números. Ainda assim, as estatísticas recentes são um sinal de que as coisas, aos poucos, estão melhorando, o que reflete que no Japão estão cada vez mais aprendendo a lutar contra suas dores emocionais.

No Brasil a linha de prevenção ao suicídio é o 188 (Centro de Valorização da Vida). Website: www.cvv.org.br – Você não está sozinho! –

Via: Kyodo News


Veja também:

Dani

Formada em Pedagogia, 31 anos, apaixonada por animes, coisas fofas e quase tudo da cultura oriental.