Espaço fujoshi : Uke, seme, seke e afinal, isso é tão importante assim?

Oi, querido fujoshi e fudanshi! Bem, hoje eu queria falar sobre a questão de divisão em ukes, semes e a importância imensa que às vezes as pessoas dão a isso. Mas antes de tudo, uma pequena explicação, pois embora a maioria das pessoas já saiba o significado e a utilização desses termos, ainda temos aqueles não muito familiarizados, não?

No mundo do yaoi, “seme” seria o ativo da relação, e “uke”, o passivo. . Seme é derivado do verbo japonês semeru (Atacar) e uke do verbo ukeru (Receber). Os termos são originados das artes marciais, e foram apropriados para o contexto sexual.

Nessa divisão entre passivo e ativo, também nasce os maiores clichês das historias boys loves. Nos mangás, animes, doujishins, novels, etc., os personagens costumam ser extremamente estereotipados de acordo com os papeis que desempenham.

page

Veja a matéria completa…

TOP 5: Ecchi – Peitos, comédia e ação – Parte II

#2 Mayo Chiki

Gênero: Comédia, Romance

Episódios: 13

Sinopse: Sakamachi Kinjirou (Jirou) é um jovem de 17 anos, estudante do ensino médio que possui ginofobia, uma “doença” que faz com que ele tenha sangramentos nasais sempre que é tocado por uma garota.

Num belo dia, ele acidentalmente descobre que, na verdade, Konoe Subaru é uma garota que se passa por garoto para manter a tradição da família de serem mordomos. Agora Sakamachi Kinjirou se vê obrigado a ajudar a manter o segredo de Konoe.

Veja a matéria completa…